Projetos de Extensão

2023 – Atual
OFICINA DE ESCRITA CRIATIVA A PARTIR DO GAME RPG
Coordenadora: Ana Cristina Teixeira de Brito Carvalho.
Membros: Leonardo Mendes Bezerra, Laíra de Cassia Maldaner, Antônia Aparecida Pereira Borges.
 
O presente projeto tem por finalidade incentivar a leitura e produção escrita de jovens e adultos de Balsas MA a partir da estratégia de oficina de escrita criativa desenvolvida sob os princípios do game RPG.
 
 
2023 – Atual
TEXTOS E IMAGENS: A CONSTRUÇÃO DO PROTAGONISMO SOCIAL POR MEIO DOS CÍRCULOS DE LEITURA E LETRAMENTO LITERÁRIO 6 versão
Coordenadora: Ana Cristina Teixeira de Brito Carvalho. 
Membros: Antônia Aparecida Pereira Borges, Leonardo Mendes Bezerra, Laíra de Cássia Maldaner. 
 
O presente projeto tem por finalidade incentivar a leitura e o letramento literário de alunos do primeiro ano do Ensino médio do Centro Educa Mais Padre Fábio Bertagnolli, localizada no município de Balsas-MA. O projeto segue a metodologia proposta por Rildo Cosson em sua obra Círculos de leitura e letramento literário (2014), no entanto, realizou-se algumas adaptações em relação ao projeto original a fim de melhor adequar-se à nossa realidade. Nessa edição, optou-se pela escolha da tipologia narrativa conto de terror por considerar que a narrativa curta permite que as etapas sejam realizadas em um único encontro e que a temática do terror é um grande atrativo para os jovens. A metodologia de leitura se desenvolve em três momentos, são eles: momento pré-textual, momento textual e momento pós-textual.

2022 – Atual
TEXTOS E IMAGENS: A CONSTRUÇÃO DO PROTAGONISMO SOCIAL POR MEIO DOS CÍRCULOS DE LEITURA E LETRAMENTO LITERÁRIO – 5ª versão
Coordenadora: Ana Cristina Teixeira de Brito Carvalho. 
Membros: Antônia Aparecida Pereira Borges, Leonardo Mendes Bezerra, Laíra de Cássia Maldaner. 
 
O presente projeto tem por finalidade incentivar a leitura e o letramento literário de alunos do primeiro ano do Ensino médio do Centro Educa Mais Padre Fábio Bertagnolli, localizada no município de Balsas-MA. O projeto segue a metodologia proposta por Rildo Cosson em sua obra “Círculos de leitura e letramento literário” (2014), no entanto, realizou-se algumas adaptações em relação ao projeto original a fim de melhor adequar-se à nossa realidade.
 
2021 – Atual
Luz, Câmera, Educação – 4ª versão
Coordenadora: Ana Cristina Teixeira de Brito Carvalho. 
Membros: Leonardo Mendes Bezerra, Laíra de Cássia Maldaner, Sandryellen Pimentel Saraiva. 
 
O projeto Luz, Câmera, Educação – 4ª versão, se constitui de escolha, apresentação e debate de filmes/documentários que visam à reflexão dos estudantes de Licenciatura e da comunidade em geral acerca de diferentes questões relacionadas ao campo educacional e à vida em sociedade. A ideia é desenvolver um fórum de discussões motivados por filmes e documentários que, mesmo não sendo especificamente educacionais, problematizam questões relacionadas aos professores, alunos e à vida em sociedade, levando à comunidade a desenvolver uma visão mais crítica em relação aos diferentes discursos sociais e ao seu próprio modo de participação social, associado às tecnologias e à linguagem do cinema.
 
2021 – Atual
TEXTOS E IMAGENS: A CONSTRUÇÃO DO PROTAGONISMO SOCIAL POR MEIO DOS CÍRCULOS DE LEITURA E LETRAMENTO LITERÁRIO – 4ª versão
Coordenadora: Ana Cristina Teixeira de Brito Carvalho. 
Membros: Leonardo Mendes Bezerra, Laíra de Cássia Maldaner, Cleudiellen Sandes Rodrigues.
 
O presente projeto tem por finalidade incentivar a leitura e o letramento literário de alunos do primeiro ano do Ensino médio da escola CEI de Ensino Padre Fábio Bertagnolli, localizada no município de Balsas-MA. O projeto segue a metodologia proposta por Rildo Cosson em sua obra “Círculos de leitura e letramento literário” (2014), no entanto, realizou-se algumas adaptações em relação ao projeto original a fim de melhor adequar-se à nossa realidade.
 
2021 – Atual
A CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS EM LÍNGUA INGLESA COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO NO CURSO DE LETRAS NO CAMPUS BALSAS
Coordenadora: Laíra de Cássia Maldaner.
Membros: Leonardo Mendes Bezerra,  Ana Cristina Teixeira de Brito Carvalho. 
 
O presente projeto objetiva motivar a leitura em Língua Inglesa por meio de estratégias de contação de histórias.

2023 – ATUAL
FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES E LEDORES EM PRÁTICAS METODOLOGICAS E INCLUSIVAS PARA DISCENTES COM DEFICIÊNCIA VISUAL E BAIXA VISÃO
Coordenadora: Claudia Lucia Alves
Membros: Éryka Vitória Nascimento Fernandes, Vitor Emanuel Santana Silva.


2023 – Atual

FORMAÇÃO CONTINUADA EM PRÁTICAS METODOLOGICAS INCLUSIVAS PARA DISCENTES COM DEFICIÊNCIA VISUAL E BAIXA VISÃO.
Coordenadora: Claudia Lucia Alves
Membros: Éryka Vitória Nascimento Fernandes,  Isaque Pereira dos Santos, Vitor Emanuel Santana Silva.

2023 – Atual
Diálogos da extensão e do teatro no mundo faz de conta
 
O projeto visa oferecer à comunidade UEMASUL e à comunidade externa a experiência de vivenciar o universo das artes cênicas por meio da oficina teatral.
Coordenador: Edna Sousa Cruz.
Membros: Domingos Alves de Almeida. 
2021 – Atual
Memórias de Gaia: a história dos povos do campo contada pelas mulheres camponesas da região tocantina do Maranhão
Coordenadora: Gabriela Guimarães Jeronimo.
Membros: Carla Carneiro de Sousa, Mariana Ribeiro Morais, Nicole Lorrane Lago Araújo, Wanessa de Sousa Santos.
 
O projeto está vinculado ao Grupo de Estudos e Pesquisas Transdisciplinares em Literatura, Linguística e Humanidades (LLEHUT) e ao Grupo de Estudos e Pesquisas Multidisciplinares da Região Tocantina do Maranhão (GPEM). A proposta inicial (2021) voltava-se para o assentamento Califórnia, cujo foco esteve em trabalhar com as mulheres na produção de um documentário sobre a história da comunidade. Após a finalização da pesquisa de campo, percebemos que o material coletado extrapolava as dimensões do que buscávamos para o documentário, ou seja, o corpus apresentava outras potencialidades além dos dados históricos sobre o Califórnia. Diante disso, no segundo ano do Memórias de Gaia, partimos das narrativas das mulheres camponesas para a construção de um trabalho de Divulgação e Popularização Científica no Instagram. Trabalhamos sobretudo com temas que se fazem transversais às vivencias narradas por elas, dialogando também com as vivências de sujeitos outros, de dentro e fora da comunidade. Assim, levamos para as nossas redes sociais discussões de cunho informativo e educacional sobre temáticas diversas, que se debruçam sobre a vida campesina, a luta agrária, as relações étnico-raciais em interseccionalidade com as relações de gênero, dentre outros. Diante dessa expansão do Memórias de Gaia, iniciamos alguns estudos e discussões a respeito das possibilidades de ampliação do projeto, especialmente no que se refere ao nosso campo de atuação, no sentido de incluir mulheres de outras localidades e aumentar as atividades de Divulgação e Popularização Científica, o que culminou na presente proposta cujo foco está na história dos povos do campo contada pelas mulheres camponesas da Região Tocantina Maranhão.
 

 

2023 – Atual
SOM, LUZ, EXIBIÇÃO: CINECLUBE MUIRAQUITÃ
Coordenação: Gilberto Freire de Santana
Membros:  Rute Maria Chaves Pires, Sônia Maria Nogueira, Kátia Carvalho da Silva Rocha, Júlio Lopes Cruz, Cláudia Lúcia Alves, Maria da Guia Taveiro Silva, Allan Kayan Dias Carneiro, Jaquelyne de Aquino Souza, Maria Ricaelly Bacelar Gomes, Mayra Alves de Sousa Reis, Maria Raimunda Feitosa Almeida, Clarissa Milton de Sousa.

Este projeto consiste em permitir o acesso e, por consequência, a partilha de conhecimentos que essas obras cinematográficas possibilitam, em sua diversidade de registros e de olhares para com o mundo e, especialmente, por registrar a multiplicidade e encantadora condição humana de ser. Neste cenário, principalmente os ensinos de licenciaturas podem e devem desempenhar um papel fundamental, tendo como ponta de lança algo que já está inserido e é uma prática no ensino-aprendizagem: o uso de filmes na sala de aula.


2023 – Atual
SABER MAIS LER E ESCREVER VIII
Coordenação: Maria da Guia Taveiro Silva
Membros: Gilberto Freire de Santana, Maria do Socorro Gomes, Domingas Alves Bandeira, Orleane Evangelista de Santana, Alana Mirella Xavier Farias, Maria dos Reis Conceição Brito, Martha Macedo do Nascimento, Ana Clara Gonçalves Silva, Kamila Silva Chaves, Leylla Gabryelle Carvalho de Moraes Guimarães, Thais Sousa Silva.

O projeto Saber mais ler e escrever vem atender à necessidade de mais desenvolvimento da leitura e da escrita nos anos finais da Educação Básica, pois é desenvolvido com alunos do Ensino Médio da rede pública estadual. Ele visa contribuir para o fortalecimento da comunidade estudantil e acadêmica, pois muitos desses alunos serão acadêmicos brevemente e, ainda, enfrentam dificuldades quanto a essas duas habilidades. A pretensão é apresentar aos alunos e envolvê-los em atividades/realizar com eles algumas estratégias de leitura, com enfoque específico; orientar leitura de distintos tipos de textos; criar o hábito de leitura e desenvolver a habilidade de escrita, entre outras.

2023 – Atual
Projeto de extensão de cuidado com idosos minhas velhas histórias: música, literatura e saúde mental para idosos.
Coordenação: Lilian Castelo Branco de Lima.
Membro: Ítalo Moisés Mendes Santiago, Larissa Saboia de Freitas, Beatriz Cardoso Ferreira, Johnatha de Sousa Oliveira.
 
Este projeto de extensão é realizado de forma interdisciplinar, acionando saberes de Literatura (Curso de Letras) e Atenção à Saúde do Idoso (Curso de Medicina), realizado por acadêmicos do curso de Medicina, com os seguintes objetivos:
OBJETIVO GERAL
● Proporcionar uma atenção integral, humanizada e afetiva aos idosos, contribuindo para a saúde física e mental desse grupo, por meio de atividades com música e obras literárias.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
● Promover ações educativas em saúde para a terceira idade;
● Incentivar a participação em atividades coletivas, a fim de promover a socialização, lazer e autonomia dos idosos;
● Conscientizar sobre as problemáticas enfrentadas pela comunidade senil; ● Realizar atividades com obras literárias e musicais, de modo a contribuir para a memória, bem estar, exercício da linguagem e das atividades cognitivas dos idosos;
● Acompanhar periodicamente os níveis glicêmicos e pressóricos de cada paciente;
● Formar profissionais da saúde humanizados e atentos às necessidades dos idosos.
2023 – Atual
Clube do Livro: UEMASUL e IFMA na formação de leitores
Coordenação: Márcia Suany Dias Cavalcante 
Membros: Gabriely Martins Sirqueira de Aguiar, Neliane Raquel Macedo Aquino.
 
O projeto consiste em atividades integradas entre alunos da graduação em Letras e alunos do Ensino Médio do IFMA, campus Imperatriz. As atividades envolvem encontros para leitura de obras literárias, clássicas e contemporâneas, com foco na leitura como arte e fonte de conhecimento. Ademais, busca-se incentivar hábitos de leitura por meio da troca de experiências de leituras prazerosas que revelam ao ser humano uma necessidade de ler o mundo.
2021 – Atual
LÉXICO FITONÍMICO NO ÂMBITO DO PROJETO LAUDATO SI? DE REFLORESTANDO DO CERRADO DO MUNICÍPIO DE BALSAS
Coordenador: Maria Célia Dias de Castro.
Membros: Meirivan Pereira Melo, Susan Cleide Martins Figueiredo.
 
A Universidade Estadual do Maranhão possui uma função social fundamental no ensino, pesquisa e extensão no território maranhense que contempla aspectos socioculturais, inclusive no que se refere ao estudo da linguagem que nomeia o ambiente que nos cerca, bem como de cuidar deste ambiente, o que inclui um estudo e registro da flora que constitui o cerrado sul maranhense. Este projeto, de caráter interdisciplinar, insere-se em um projeto maior Laudato Si: reflorestando o cerrado, da Diocese de Balsas, que pretende promover o plantio de 8 milhões de árvores, em um período de 8 (oito) anos, em 19 (dezenove) municípios pertencentes a esta diocese, incluindo Balsas. Um projeto dessa dimensão revela-se como um meio que oportuniza diálogos biopsicossociais entre vários segmentos da sociedade, tendo em vista que todos esses elementos apreendidos da realidade se refletem não apenas em um indivíduo, sendo, por consequência, projetados pela linguagem. Dessa forma, este trabalho propõe-se a demonstrar, a partir de uma visão ecológica de mundo (VEM), alguns efeitos no sistema da língua, focalizando as seguintes inter-relações temáticas: ecolinguística, léxico, fitonímia. Em consonância com esse projeto maior, pretende-se contribuir com a identificação e coleta de sementes de plantas do cerrado e com a confecção e plantio de 300 (trezentas) a 500 (quinhentas) mudas. O objetivo central é investigar os nomes de plantas (fitonímia) que constituem o cerrado balsense, coletando-lhe as sementes, preparando mudas para plantio e registrando as espécies em um catálogo. Os fundamentos teóricos para este trabalho baseiam-se, como antecipado, nos estudos do léxico e na perspectiva ecolinguística. A análise é a priori qualitativa, verificando as inter-relações povo, língua e território; bem como uma análise etnofitonímica dos termos elencados. Como resultados, pretende-se plantar e elencar grande quantidade de espécimes do cerrado, contribuindo com o reflorestamento do local, bem como gerar, como produto didático-pedagógico final, um catálogo fitonímico desse material investigado. Espera-se, pois, contribuir com a restauração do meio ambiente e para uma vida futura saudável do homem no seu habitat. 
 
2018 – Atual
BIBLIOTECA NO SERTÃO- ENSINO DE LÍNGUA MATERNA: LEITURA, ESCRITA E LETRAMENTO
Coordenação: Maria Célia Dias de Castro
Membros: – Gisélia Brito dos Santos, Meirivan Pereira Melo, Melquíades Pacelli, Ana Cristina Teixeira de Brito Carvalho, Marta Helena Facco Piovesan, Susan Cleide Martins Figueiredo, Laíra de Cássia Barros Ferreira Maldaner, Terezinha de Jesus Maia Lima, Ana Patrícia Sá Martons, Geane Martins Mendes, Keila de Sousa Vieira, Tatiane Scilewski da Costa.
 
Reconhecemos a grande dificuldade que há para socialização dos materiais bibliográficos nas escolas rurais da cidade de Balsas. Um projeto inclusivo de biblioteca no sertão para algumas escolas que se encontram geográfica e estrategicamente marginalizadas já se delineava desde alguns anos. Ao verificar a quantidade de livros que possuía e que apenas parte deles era utilizada com frequência, dei o primeiro passo: resolvi disponibilizar esse material aproveitando-o para a instalação de algumas bibliotecas no sertão de Balsas. Iniciei o projeto solicitando a alguns amigos que tivessem livros em excesso que os doassem, pois eles passariam a ter como destino uma biblioteca no alto sertão do sul do Maranhão. Assim, pessoas de boa vontade, que prezam pela Educação e pela Cultura de valor social têm feito doações de muitos livros. O objetivo deste projeto é implantar a Biblioteca no Sertão em povoados da zona rural para contribuir com a formação de leitores nas escolas de ensino fundamental (1º e 2º ciclos) da zona rural de forma a despertar o interesse não somente pela leitura, como também pelas artes plásticas e para com outras alternativas culturais. Os objetivos específicos são implantar uma sala Biblioteca no Sertão, organizando um acervo em bibliotecas escolares rurais; realizar semanalmente, em parceria com os professores dessas escolas, a Hora do Conto e ou das Histórias de Trancoso nas turmas matriculadas; efetuar empréstimos de livros, no mínimo, uma vez por semana para cada aluno bem como para pessoas da comunidade rural onde se situa a escola; e criar oportunidades para a valorização da identidade, da cidadania e da autoestima dos sertanejos. O acervo disponibilizado possui uma grande variação de títulos, tendo em vista a peculiaridade de sua instituição, e é capaz de contribuir no processo de formação de leitores no sertão. Como resultado, nesta segunda etapa, será instalar as bibliotecas nos povoados São Cardoso e Jenipapo, juntamente com a Secretaria de Educação Municipal ? SEMED – mais próximo a Balsas, no que concordamos, adiando para um momento posterior desse projeto a implantação em um povoado do Gerais de Balsas.
 
2023 – Atual
Saber mais ler e escrever VIII
Coordenação: Maria da Guia Taveiro Silva. 
Membros: Maria do Socorro Gomes, Domingas Alves Bandeira, Gilberto Freire de Santana, Orleane Evangelista de Santana,Alana Mirella Xavier Farias, Maria dos Reis Conceição Brito, Martha Macedo do Nascimento, Ana Clara Gonçalves Silva, Kamila Silva Chaves, Leylla Gabryelle Carvalho de Moraes Guimarães, Thais Sousa Silva.
 
O projeto Saber mais ler e escrever vem atender à necessidade de mais desenvolvimento da leitura e da escrita nos anos finais da Educação Básica, pois é desenvolvido com alunos do Ensino Médio da rede pública estadual. Ele visa contribuir para o fortalecimento da comunidade estudantil e acadêmica, pois muitos desses alunos serão acadêmicos brevemente e, ainda, enfrentam dificuldades quanto a essas duas habilidades. A pretensão é apresentar aos alunos e envolvê-los em atividades/realizar com eles algumas estratégias de leitura, com enfoque específico; orientar leitura de distintos tipos de textos; criar o hábito de leitura e desenvolver a habilidade de escrita, entre outras..

 
2023 – Atual
ESCREVER PARA MAIS APRENDER: redação em foco
Coordenação: Maria da Guia Taveiro Silva.
Membros: Maria do Socorro Gomes, Orleane de Santana Sá, Alana Mirella Xavier Farias. 
 
Este projeto tem como foco produção de material para o trabalhado com redação no cursinho popular da UEMASUL. Os estudantes do curso são oriundos do Ensino Médio da rede pública, principalmente da estadual. O curso é preparatório para provas e exames de acesso ao ensino superior. Assim, se trata de um projeto de extensão, em sua primeira edição.



2023 – Atual
Diálogos Interculturais em Etnoastronomia em Escolas Indígenas
Coordenação: Maria José Ribeiro de Sá.
Membros: Neliane Raquel Macedo Aquino, Daniela de Sousa Cortez, Verbena Vieira Ribeiro de Sousa, Stefania Cabral Pedra, Ricardo Borges da Costa, Rivelino Cunha Vilela, Maiara Amorim Muniz.
 
O projeto parte da perspectiva de diálogo intercultural entre saberes tradicionais sobre o céu das culturas indígenas maranhenses e os saberes da astronomia de estudantes do curso de Licenciatura em Física do Campus Imperatriz. Nessa direção, visa dialogar sobre saberes celestes de povos indígenas da região sudoeste maranhense (Guajajara, Krikati, Gavião) afim de trocar experiências entre saberes ancestrais das culturas indígenas e promover a prática educativa intercultural e interdisciplinar na formação dos acadêmicos de licenciatura em Física. O projeto será desenvolvido de forma itinerante em parceria com escolas indígenas das terras indígenas Arariboia e Gavião (Amarante do Maranhão), Krikati (Montes Altos), todas localizadas num raio de 150 kms de Imperatriz. Os líderes indígenas e diretores de escola serão consultados previamente sobre o interesse em participar do projeto. Assim, o projeto só será desenvolvido nas escolas em o cacique e o diretor da escola assinar o termo de consentimento livre e esclarecido. Nessa direção, esperamos como resultados produzir material didático pedagógico sobre as culturas indígenas maranhenses e colaborar com o conhecimento das culturas indígenas em escolas indígenas e não indígenas, considerando a perspectiva de cumprimento da Lei 11.645/2008.
 
2023 – Atual
IF-English 2023
Coordenação: Neliane Raquel Macedo Aquino
Membros: Laís Milhomem de Souza, Uriel Werneck de Alcantara, Juan Mororo Alves Correia.
 
O projeto de ensino fundamenta-se na criação do próprio projeto do Centro de Estudo de Línguas (CEL), haja vista sua missão de promover o conhecimento sobre línguas para além dos componentes curriculares definidos em sala, auxiliando os participantes dos cursos a desenvolverem diferentes habilidades, como ler, escrever, falar e ouvir em língua materna e em outras línguas. Trata-se de um curso básico de língua inglesa para 50 alunos da comunidade externa que permite a continuidade de oferta já realizada em 2022, por meio de projeto de extensão anteriormente aprovado. Terá uma carga horária total de 80 horas, contabilizando todo o processo de elaboração do projeto, seleção dos monitores, seleção e inscrição de cursistas, execução do curso, elaboração de relatórios parciais e final, e certificação do curso. O curso será realizado de agosto de 2023 a janeiro de 2024 por meio do Centro de Estudo de Línguas – CEL – no Campus Imperatriz. O inglês, conforme conhecido, é a língua franca do mundo porque é o veículo principal de disseminação do conhecimento e representa, por vezes, a porta para diferentes oportunidades. Dessa maneira, as relações profissionais, comerciais, etc, utilizam o inglês para comunicação entre nativos e não nativos da língua. Assim, sabemos da dimensão e importância que o inglês ganhou nas relações sociais e profissionais. É por tudo isso e pelo papel do inglês nas nossas diferentes relações sociais que o CEL oferece o curso de inglês voltado para a comunicação. Levando em consideração a inserção da língua inglesa na vida cotidiana, o presente projeto tem como objetivo oferecer Curso de Conversação em inglês no nível Básico I e II para a comunidade externa. Cada nível do curso é executado por um semestre e, para o participante que cumprir as regras estabelecidas, será entregue o certificado ao final. Por fim, espera-se que os alunos participantes da comunidade externa possam desenvolver seu conhecimento na língua inglesa em todas as suas habilidades.
2023 – Atual
Som, Luz, Exibição: cineclube Muiraquitã
Coordenador: Gilberto Freire de Santana
Membros: Sonia Maria Nogueira, Rute Chaves Pires, Maria da Guia Taveiro Silva, Kátia Carvalho da Silva Rocha.
 
Este projeto consiste em permitir o acesso e, por consequência, a partilha de conhecimentos que essas obras cinematográficas possibilitam, em sua diversidade de registros e de olhares para com o mundo e, especialmente, por registrar a multiplicidade e encantadora condição humana de ser. Neste cenário, principalmente os ensinos de licenciaturas podem e devem desempenhar um papel fundamental, tendo como ponta de lança algo que já está inserido e é uma prática no ensino-aprendizagem: o uso de filmes na sala de aula. 

Área de concentração e Linhas de pesquisa

O Programa de Pós-Graduação em Letras PPGLe – Mestrado em Letras, modalidade profissional, com área de concentração em Linguagem e Literatura, tem duas linhas de pesquisa: 1. Linguagem, Memória e Ensino, e 2. Literatura, Diálogos e Saberes.

Logo Mestrado

FALE CONOSCO

R. Godofredo Viana, 1300
Bloco 01 – Pavilhão 01
Bairro Centro
CEP: 65901- 480
Imperatriz-MA

mestradoletras@uemasul.edu.br
Tel.: (99) 98181 7866

Pular para o conteúdo