Dissertação do curso de mestrado do PPGLe vence Prêmio Fapema 2023

A mestra Thaís Fernanda Medeiros Dias, do Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGLe), da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL), conquistou o Prêmio Fapema 2023, com a dissertação “Do desencanto ao encantamento: a literatura negra infantojuvenil que cura”. O trabalho, orientado pela professora doutora Edna Cruz, foi escolhido como a melhor dissertação na área de Linguística, Letras e Artes. É a primeira vez que a UEMASUL e o Mestrado em Letras, recebem uma das mais prestigiadas premiações científicas da região Norte-Nordeste.

A pesquisa premiada discorre sobre representatividade e identidade, baseando-se na obra “Omo-oba: histórias de princesas”, da escritora Kiusam de Oliveira, que faz parte da literatura afro-brasileira e explora aspectos culturais e ancestrais. Thaís Fernanda, autora do trabalho, explica que a pesquisa surgiu como um instrumento de luta contra o racismo, “fizemos do trabalho um contributo para a educação antirracista no ambiente escolar, implementando uma produção técnica que traz sugestões que podem auxiliar na condução dos trabalhos com literatura afro-brasileira na escola”, ressalta.

A professora doutora Edna Cruz, orientadora de Thaís, acrescenta que é necessário que se trabalhe, cada vez mais, a educação antirracista dentro da sala de aula e que esse é o objetivo central da pesquisa. “O estudo é importante por trabalhar, dentro da sala de aula, a representação da criança negra nesse universo da literatura infanto-juvenil, que a gente sabe que é uma temática que é impregnada por situações de bullying, de racismo, de discriminação. Então, o grande foco desse trabalho é a questão de trabalhar, no sentido de implementar, uma educação antirracista. E Thaís escolheu uma obra na qual as crianças negras atuam em papéis de protagonistas, não de coadjuvantes. Respeitando todas as suas características e traços negroides”, destaca a professora.

Sobre o prêmio, Thaís se diz surpresa e feliz. “Confesso que eu não esperava ganhar, porque sei o quanto a produção científica do Maranhão é gigante. Mas ao ver, o meu trabalho e de minha orientadora ser agraciado, pude ver que podemos ir mais longe”. Para ela, a parceria com a orientadora, professores do mestrado e demais colegas foi essencial para a construção e conclusão do trabalho. “Agradeço imensamente ao PPGle e a Uemasul que me disseram “sim”, quando eu já havia desistido da pesquisa.  Obrigada a todos, sem exceção, que fazem a família PPGle, vocês fazem muitas jornadas serem melhores. Ubuntu”, agradece Thaís.

Receber o prêmio da Fapema é um reconhecimento de que o trabalho do mestrado está no caminho certo, segundo a professora Edna Cruz.  “Além da alegria, é aquele sentimento de que o nosso trabalho está sendo reconhecido. E quando eu falo nosso trabalho, não é só esse trabalho que foi premiado, mas o trabalho do PPGLe como um todo. Então, eu considero o prêmio como a vitória de um coletivo, de um reconhecimento mesmo, do trabalho que o PPGLe está fazendo nessa luta por uma educação de qualidade”, finaliza.

O Prêmio Fapema está em sua 18ª edição e esse ano homenageia o bicentenário de Gonçalves Dias. A cerimônia de entrega do prêmio aos trabalhos vencedores acontecerá no dia 25 de janeiro, em São Luís.

 

Compartilhe esta notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Área de concentração e Linhas de pesquisa

O Programa de Pós-Graduação em Letras PPGLe – Mestrado em Letras, modalidade profissional, com área de concentração em Linguagem e Literatura, tem duas linhas de pesquisa: 1. Linguagem, Memória e Ensino, e 2. Literatura, Diálogos e Saberes.

Logo Mestrado

FALE CONOSCO

R. Godofredo Viana, 1300
Bloco 01 – Pavilhão 01
Bairro Centro
CEP: 65901- 480
Imperatriz-MA

mestradoletras@uemasul.edu.br
Tel.: (99) 98181 7866

Pular para o conteúdo